Em Chamas - O filme que foi escolhido para representar a Coreia do Sul no Oscar

Com uma dorzinha no coração eu venho informar que, infelizmente, perdi a cabine de imprensa do filme "Em Chamas. Mas, espero ter a oportunidade de ver no cinema.

O filme que é distribuído pela Pandora Filmes, estreia nos cinemas dia 15 de novembro. Nessa semana ocorreu uma sessão de debate aberto ao público com a parceria da Cia das Letras e do jornal O Estado de São Paulo


Em Chamas foi e escolhido pelo país para representar o país no Oscar, é dirigido por Lee Chang-Dong, o longa é baseado no conto “Queimar Celeiros”, do livro “O Elefante Desaparece”, de Haruki Murakami, lançado no Brasil pela Companhia das Letras.

O longa traz a história de Jongsu (Ah-in Yoo), um entregador que, durante um trabalho, encontra Haemi (Jong-seo Yun), uma antiga vizinha. Na trama, Jongsu se depara com um pedido inusitado da ex-vizinha: cuidar do gato dela enquanto faz uma viagem para África. Quando volta de viagem, Haemi apresenta ao entregador um enigmático jovem, Ben (Steven Yeun), que conheceu durante a temporada africana. Um dia, Ben conta a Jongsu sobre um hobby pouco usual que ele pratica.


Parece-me que hoje, pessoas de todo o mundo, independente da nacionalidade, religião ou classe social, estão com raiva por diferentes motivos. Os jovens da Coreia, por exemplo, estão passando por tempos difíceis. Eles sofrem com o desemprego, eles não têm esperança no presente e veem que as coisas não vão melhorar no futuro. Incapazes de escolher um alvo para direcionar essa raiva, eles se sentem impotentes, desesperançosos. Para muitos jovens, o mundo está se tornando um gigante quebra-cabeça. É um pouco como se sente o protagonista de Murakami, Jongsu - opina o diretor.

Haruki Murakami é um dos mais importantes nomes da literatura japonesa no mundo, o escritor tem trinta livros publicados, muitos deles lançados no Brasil, um sucesso de vendas no Japão e mundo, com tradução para mais de 50 idiomas. 




EM CHAMAS” é a adaptação mais bem sucedida do autor, com lançamento mundial no ultimo Festival de Cannes, onde saiu aclamado pela crítica que deu ao filme o FIPRESCI Prize (premio da crítica internacional). Outros filmes que foram adaptados da abra de Murakami são: Um Amor Sublime (2008) e Como na Canção dos Beatles: Norwegian Wood (2010).

Confere comigo o trailer do filme, e, nos vemos no cinema?

Angela Rocha

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Instagram